top of page
Buscar
  • Foto do escritorCEAGRE

2º Ceagre Agro Experience é sucesso de público e torna-se um destaque dos eventos do agro de Goiás

Realizado de 16 a 18 de maio, a sua segunda edição atingiu grandes metas, reunindo centenas de participantes em uma semana repleta de ações em prol do agronegócio.


Texto e fotos: Ícaro Lunas Nunes, jornalista do IF Goiano e Ceagre.

Solenidade de encerramento no dia 18 de maio do 2° Ceagre Agro Experience e do Dia de Campo, com participação do público, palestrantes e organizadores.


Em um calendário repleto de feiras e exposições, o 2° Ceagre Agro Experience, organizado pelo Centro de Excelência em Agricultura Exponencial, tornou-se um destaque no segmento deste mês de maio. O evento, sediado em Rio Verde (GO) e apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), teve como tema central “Produtividade com Sustentabilidade”, com uma programação composta por palestras, mesas redondas, exposições de empresas e instituições de pesquisa. Além, da oferta de um Dia de Campo em parceria com o Instituto Federal Goiano – Campus Rio Verde, Senar Goiás e órgãos parceiros, como Embrapa, Emater e Embrapii.


Ao longo de três dias, a sede do Ceagre recebeu um público total de 600 pessoas, com figuras públicas e grandes apoiadores do centro, como o prefeito Dr. Paulo do Vale. Presente na abertura do evento, Paulo destacou a importância do Ceagre no fomento e difusão de tecnologias para Goiás, caracterizando o 2° Ceagre Agro Experience como uma iniciativa de sucesso, promotora da junção de produtores rurais, pesquisadores, universidades e empresas do agronegócio.


O circuito de 21 palestras e mesas redondas do evento foi dividido em eixos temáticos pertinentes ao agro, tecnologia e inovação. Os palestrantes, reunidos em uma programação matutina e vespertina, tiveram espaço para tratar de temas específicos no palco principal dentro dos seguintes eixos: Políticas Públicas e Fomento de Inovação; Comunicação no Agro; Manejos de Altas Produtividades; Inteligência Artificial e Agricultura Digital, e Bioinsumos: Desafios e Perspectivas para sua Consolidação. As palestras foram ministradas por pesquisadores, gestores e empreendedores do agro, com expertises e experiências vastas em relação a inovação tecnológica.


A Dra. Isadora Camargo, jornalista e editora do Globo Rural, abriu o circuito de palestras do evento no dia 16 com o tema “Digitalidades da Comunicação Agrícola”.


A programação diversificada do evento tornou-se um grande atrativo para o mercado e a academia científica, conectando diversos setores em prol do desenvolvimento de tecnologias e projetos em parceria para o agro. A área de expositores do evento, que contou com 15 empresas apresentando os seus produtos e serviços, foi uma das principais atrações. O plantel de expositores foi estrategicamente selecionado, atendendo as áreas que estão em evidência no cenário atual, com empresas atuantes em segmentos como: agricultura digital, automatização e mecanização do campo, manejos aprimorados, agricultura vertical, aquaponia, maquinários automáticos, softwares para o agronegócio e entre outros.


Além do espaço destinado a exposição de empresas parceiras, o 2° Ceagre Agro Experience promoveu a divulgação de startups, empresas juniores e grupos de pesquisa para o seu público. A ação “Mostra de Startups” foi chefiada pela Incubadora IF for Business, um hub de fomentação do empreendedorismo e de empreendimentos desenvolvidos por discentes e docentes do Instituto Federal Goiano.


A coordenadora da incubadora e da diretoria de Empreendedorismo do Ceagre, a profª. Dra. Silvia Ferreira Marques Salustiano, destacou na abertura da mostra as oportunidades que a IF for Business e o centro oferecem para a criação e estruturação de startups. Em sua fala, a gestora aponta para o leque de habilidades e experiências que a jornada do empreendedorismo oferece, preparando os envolvidos para diferentes cenários do mercado de trabalho.



A empresa Comber foi uma das expositoras do 2° Ceagre Agro Experience, apresentando ao público os seus serviços no nicho da automatização de secadores de grãos.


Oferecido em parceria com o IFGoiano – Campus Rio Verde, o Dia de Campo teve como tema central a “Produção sustentável de hortifrutis em ambiente protegido e agricultura vertical”, com palestras de especialistas no segmento, como Rodrigo Meyer, cofundador da empresa MightyGreens. E do empreendedor Leonardo Corrêa, cofundador da startup Fazendas Bioma. O cronograma do evento também teve um tour nos laboratórios e ambientes voltados para a agricultura vertical e cultivo indoor do Complexo de Laboratórios de Biotecnologia Vegetal do campus rio-verdense, ambos dirigidos pelo prof. Dr. Fabiano Guimarães.


A visita do público foi guiada pelos pesquisadores do complexo, que vivenciam diariamente a produção científica e tecnológica para a agricultura vertical, com pesquisas voltadas ao cultivo protegido de morangos e tomates cereja, e a utilização de sistemas de iluminação LEDs nestas produções. Desta forma, os participantes do Dia de Campo tiveram a oportunidade de conferir em detalhes os processos de manejo destes cultivos, os principais desafios e técnicas aplicadas, como a polinização manual e a aplicação de suplementos minerais no abastecimento de água destes plantios. Além, de aprenderem sobre as vantagens do uso da iluminação de LEDs em cultivos protegidos e suas diferentes aplicações.


O Dia de Campo também contou com uma rodada de negócios direcionada para o agro, com as participações de bancos e órgãos de fomento financeiro para este mercado. A ação contou com representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Emater, Goiás Fomento, Embrapii e Embrapa, e teve como direcionamento a solução de dúvidas em relação a crédito rural e financiamentos para o campo. A rodada possibilitou ao público a apresentação das ações de fomento financeiro destas instituições, que atuam intensamente no atendimento do pequeno ao grande produtor, e de empreendimentos promissores para o desenvolvimento econômico e tecnológico do agronegócio.


O pesquisador Bruno Dário apresentou ao público as técnicas e tecnologias usadas no cultivo de tomates cereja em ambiente protegido e com sistemas de iluminação por LEDs.


A movimentação gerada pelo 2° Ceagre Agro Experience foi símbolo do sucesso do evento e da sua aderência pela comunidade produtora, científica e empresarial de Goiás, que pôde conhecer em detalhes o papel do Ceagre na produção e difusão tecnológica para o agro a nível nacional. Durante a sua solenidade de encerramento, o prof. Dr. Alan Carlos da Costa, diretor geral do centro e pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IF Goiano, destacou o grande público da segunda edição e as diversas atividades que foram ofertadas. Em sua fala, o gestor pontuou o trabalho coletivo por trás do evento, realizado por comitês compostos por colaboradores do Ceagre e do Instituto Federal Goiano.


Em seu discurso de encerramento, o prof. Alan também mencionou a importância do apoio contínuo que o centro possui de seus parceiros, como a Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás (Fapeg), a Prefeitura de Rio Verde, o Governo de Goiás e a Fundação de Apoio à Pesquisa (FUNAPE). Graças ao fomento proporcionado por estas instituições e fundações, o gestor explica que o evento pôde contar com uma estrutura inovadora e um leque variado de ações, tornando-se um destaque para o calendário de eventos do agro do estado de Goiás.


Durante a solenidade de encerramento do 2° Ceagre Agro Experience, o prof. Alan Carlos destaca as conquistas do evento e as expectativas para a próxima edição.


O 2° Ceagre Agro Experience foi transmitido ao vivo pelo canal do Instituto Federal Goiano no YouTube, e contará com uma série de vídeos separados das palestras no canal do centro, ampliando o seu alcance para mais pessoas. A iniciativa é uma forma de democratização de acesso as palestras e mesas redondas que foram ministradas, estimulando a difusão do conhecimento e da ciência. Além, de incentivar a participação na terceira edição do evento, que será realizada de 21 a 23 de maio de 2024, com mais novidades e inovações para o agro.


Canal do YouTube do IF Goiano: https://www.youtube.com/@ifgoiano

Canal do YouTube do Ceagre: https://www.youtube.com/@_ceagre


Saiba mais sobre o Ceagre

A sede do Ceagre foi estruturada pela Prefeitura de Rio Verde, e está localizada na região central da cidade, no bairro Vila Maria.


O Ceagre (Centro de Excelência em Agricultura Exponencial) é dirigido pelo Instituto Federal Goiano e conta com o apoio do Governo de Goiás, Fapeg e da Prefeitura de Rio Verde. O centro tem a missão de desenvolver e fomentar a produção de tecnologias exponenciais e produtos científicos aplicados ao agronegócio, atendendo as demandas e desafios de produtores rurais, empresas e instituições de pesquisa focados no agro.


A Agricultura Exponencial consiste em inovações aplicadas a cadeia do agronegócio que permitam o crescimento tecnológico e econômico deste mercado em uma curva exponencial, utilizando de tecnologias e produtos científicos com capacidade de ampliação constante, e que possibilitem o surgimento de outros produtos inovadores. O pensamento da “exponencialidade” tem promovido um desenvolvimento contínuo do agro, primando pela inovação e a revolução. A filosofia tornou-se uma característica presente no Ceagre e que inspira as suas ações em prol do estabelecimento de Goiás como um estado promotor de ciência, tecnologia e educação para o agro.


O Ceagre está estruturado no coração do agronegócio goiano, na cidade de Rio Verde (GO), e conta com um projeto de ampliação para a região leste do estado, no município de Cristalina. Portanto, o Centro de Excelência em Agricultura Exponencial é um projeto que busca promover a união de diferentes setores do agro, como sindicatos, cooperativas, empresas, universidades, instituições de pesquisa, pesquisadores e produtores rurais. Para o centro, essa convergência de segmentos distintos de um mercado forte como o agronegócio, é essencial para que ele siga em constante desenvolvimento, reforçando a economia nacional e a evolução tecnológica brasileira.

Comentários


bottom of page